Tudo sobre a moeda mais forte do mundo

Nasceu em 2009 pela mão de um investidor desconhecido, que usava o pseudónimo Satoshi Nakamoto. Apenas este ano dispara mais de 1.600%. Saiba tudo sobre a criptomoeda mais popular do mundo.

bitcoin-1

O que é a Bitcoin e como funciona?
A bitcoin é a criptomoeda mais antiga e também a mais popular. Criada em 2009, por um investidor com o pseudónimo Satoshi Nakamoto, a bitcoin, tal como outras moedas virtuais, tem de ser minerada para se obter uma recompensa, que não é garantida. Esta “mineração” é realizada por processadores cada vez mais potentes, que processam as transacções. A tecnologia utilizada para garantir a segurança e a encriptação das transacções é a blockchain.

Quem pode minerar bitcoins?
Para que haja uma recompensa, a moeda virtual tem que ser minerada. Qualquer pessoa pode minerar a bitcoin, desde que tenha um computador potente, muita electricidade  e vontade de montar puzzles. As transacções estão encriptadas por problemas informáticos que podem apenas ser desbloqueados através de um modelo de tentativa e erro. Os mineradores põem modelos informáticos de larga escala a trabalhar, de modo a serem os primeiros a resolver o puzzle e e registar as transacções na blockchain. Quem conseguir resolver o problema é recompensado com novas bitcoin.

Como se pode comprar e vender bitcoin?
A forma mais fácil de investir em bitcoins é através de bolsas online, que permitem a compra e a venda de moedas digitais. Existem várias bolsas, como a Bitfinex, Coinbase ou a Bitstamp. Esta semana, a Cboe passou a negociar futuros associados à bitcoin, sendo que o grupo CME vai disponibilizar esta opção a partir do dia 18 de Dezembro. Pode ainda investir-se através de outros veículos, como o Bitcoin Investment Trust, que segue o desempenho da criptomoeda.

Como posso guardar as minhas criptomoedas?
Para guardar as moedas virtuais é preciso ter uma carteira online fornecida por uma bolsa. Os códigos das bitcoin podem também ser armazenados no computador, pens ou outros “devices” de memória.

O que é uma oferta inicial de criptomoeda?
Têm-se sucedido as ofertas iniciais de moeda (ICO, na sigla em inglês), uma operação de financiamento de empresas que actuam na área do “blockchain”. Para obterem financiamento abrem um período de oferta em que os investidores compram “tokens” em troca de bitcoins ou de outras criptomoedas. Esses “tokens” dão direito a usufruir de um determinado serviço ou, no caso de empresas que estão a lançar concorrentes à bitcoin, uma nova divisa digital. A ideia é que, se as empresas crescerem, esses tokens tenham valorizações.

Quantas moedas virtuais existem?
Apesar da bitcoin ter sido a primeira criptomoeda a ser criada, nos últimos anos registou-se uma verdadeira proliferação de novas moedas virtuais. Há, actualmente, mais de 1.300 moedas alternativas, segundo o MarketWatch. As mais conhecidas são, contudo, a ethereum, a ripple, a dash e a litecoin.

O que se pode comprar com “bitcoins”?
A crescente popularidade da bitcoin tem-se reflectido num aumento dos locais online que disponibilizam o pagamento através de bitcoins. Ainda assim, a ambição de ser reconhecida como uma moeda tradicional continua longe de alcançar, pelo que a utilização desta divisa virtual ainda enfrenta muito obstáculos.

Quem regula a bitcoin?
A bitcoin não é uma moeda reconhecida oficialmente, pelo que não é regulada pelos bancos centrais. Mas começam a surgir iniciativas no sentido de regular estas transacções, associadas a vários alertas em relação à negociação destas criptomoedas. Recentemente, a Rússia adiantou que vai regular a transacção de criptomoedas, como a bitcoin, entre cidadãos e empresas russas, depois de um período em que chegou a considerar ilegais as trocas de valores utilizando estas divisas digitais. O objectivo era definir até ao final do ano a legislação que vai enquadrar a compra das criptomoedas, um procedimento que incluirá o registo dos utilizadores, equiparando o procedimento de controlo destes activos com o usado na compra de obrigações do tesouro por parte de pequenos investidores.

Qual é o valor de mercado?
A bitcoin, bem como outras criptomoedas, regista um comportamento verdadeiramente surpreendente, este ano. Dispara mais de 1.600%, uma valorização que tem puxado pela capitalização bolsista desta criptomoeda. O valor de mercado das 16,7 milhões de bitcoin em circulação é de cerca de 283 mil milhões de dólares, segundo números do coinmarketcap.com. A segunda moeda mais valiosa é a ethereum, com uma capitalização superior a 69 milhões de euros.

O meu investimento está garantido?
O investimento em bitcoin tem rendido retornos muito expressivos, com a criptomoeda a ser suportada por uma corrida à compra de moedas virtuais. Mas em caso de perdas não existem garantias de investimento. Ou seja, será o investidor a suportar os prejuízos, como aliás já aconteceu no passado, quando bolsas de bitcoin foram alvo de ataques informáticos, como aconteceu no Verão de 2016.

 

por Patrícia Abreu.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s